Fichier PDF

Partage, hébergement, conversion et archivage facile de documents au format PDF

Partager un fichier Mes fichiers Convertir un fichier Boite à outils PDF Recherche PDF Aide Contact



Sindifarma JP Comunicado Jornal Correio 200812 .pdf


Nom original: Sindifarma-JP_Comunicado_Jornal_Correio_200812.pdf
Titre: Microsoft Word - comunicado_correio.doc
Auteur: Geniezer

Ce document au format PDF 1.4 a été généré par PScript5.dll Version 5.2.2 / GPL Ghostscript 8.15, et a été envoyé sur fichier-pdf.fr le 26/09/2012 à 15:04, depuis l'adresse IP 187.115.x.x. La présente page de téléchargement du fichier a été vue 760 fois.
Taille du document: 30 Ko (2 pages).
Confidentialité: fichier public




Télécharger le fichier (PDF)









Aperçu du document


COMUNICADO
Acerca matéria publicada no Jornal Correio da Paraíba no dia 15/08/12, intitulada “Sem
farmacêuticos, 700 são notificadas”, o SINDIFARMA-JP vem esclarecer:

A presença integral de farmacêutico ou assistente farmacêutico foi estabelecida na Lei Federal

5991 do ano de 1974, ou seja, à quase 40 anos. Desde então a efetivação da mesma esbarra
na falta de profissionais farmacêuticos suficientes para prestar esta assistência, visto que além

das drogarias e farmácias, os mesmos têm postos de trabalho em laboratórios, hospitais,
clínicas, indústrias e outras funções.

Na Paraíba temos em torno de 1000 drogarias e farmácias. Desde montante, em torno de 900

são de micro e pequeno porte, sendo que estas, apesar da grande quantidade, são
responsáveis por aproximadamente 40% do faturamento, ou seja, as grandes Redes de

farmácias, que possuem em torno de 10% do número de farmácias ficam com quase 60% deste
faturamento. Destarte, temos que a necessidade de profissionais farmacêuticos é latente nestas
micro e pequenas drogarias, pelo grande quantidade de estabelecimentos e por estarem em
todos os municípios paraibanos e nas periferias dos grandes centros.

São dois os fatores que causam a falta do farmacêutico nestas drogarias: a comprovada

escassez de profissionais farmacêuticos no mercado paraibano, que tem sido minimizada ao
longo dos anos, porém muito aquém da necessidade atual; e a falta de interesse profissional

dos farmacêuticos em trabalhar em pequenas drogarias, que na maioria se localizam nas

periferias dos grandes centros e nos pequenos municípios paraibanos, tornando existente a

figura do farmacêutico que é contratado pela drogaria, mas não está presente durante as 40
horas semanais a que obrigado a trabalhar. Estas drogarias, muitas vezes constituídas por
familiares no seu quadro de pessoal, prestam um grande serviço à sociedade, pois são elas que
conseguem chegar às comunidades e povoados mais carentes e necessitados.

O SINDIFARMA-JP pensa que as autuações e multas do CRF-PB são equivocadas, pois a

conseqüência de tais atos pode ser a inviabilidade comercial destas drogarias e o fechamento

das mesmas, prejudicando os que mais dela precisa, que é a população paraibana. O caminho

que vislumbramos é o diálogo e ações conjuntas dos SINDICATOS patronais, do Sindicato dos

Farmacêuticos, das Vigilâncias Sanitária Municipais e Estadual e do CRF-PB, para que juntos
pactuem e construam

uma solução a curto e médio prazo para este problema de grande

importância para toda sociedade paraibana.

O SINDIFARMA-JP tem feito parcerias com instituições privadas de ensino superior e tem
conseguido êxito na abertura de novas turmas para formação de farmacêuticos. Além disto, a

entidade tem orientado os seus associados a estimularem e investirem nos seus familiares e

colaboradores para que os mesmos façam o curso de farmácia e nos ajudem a mitigar a
alarmante falta destes profissionais no mercado paraibano. Tem também, em parceria com

AGEVISA, realizado cursos de capacitação e orientação aos farmacistas (donos de drogarias)

no sentido de orientar e ratificar a importância da presença do profissional farmacêutico nas
drogarias associadas.

Assim o SINDIFARMA-JP enxerga a problemática existente e convoca a todos, inclusive os

profissionais da imprensa paraibana, a encontrarmos juntos um caminho benéfico para toda

sociedade, evitando que tentemos resolver esta situação judicialmente, como tem ocorrido nos
últimos anos.

João Pessoa, 20 de agosto de 2012.
Geniezer Pereira Ventura Filho
Presidente SINDIFARMA-JP

Fones: 83 – 9636-2100 / 8736-7415


Sindifarma-JP_Comunicado_Jornal_Correio_200812.pdf - page 1/2
Sindifarma-JP_Comunicado_Jornal_Correio_200812.pdf - page 2/2

Documents similaires


Fichier PDF sindifarma jp comunicado jornal correio 200812
Fichier PDF manual do bixo 2014
Fichier PDF gosto de bem comer
Fichier PDF aril compromete sua rsc copy 1
Fichier PDF bolsa
Fichier PDF c rculo podemos europa presentaci n


Sur le même sujet..