jd 20140607.pdf


Aperçu du fichier PDF jd-20140607.pdf - page 4/40

Page 1 2 3 45640



Aperçu texte


2014/15

PLANTEL

EM MARCHA

Alex Sandro

Mangala
Abdoulaye

Quaresma
Defour
Carlos Eduardo
Evandro

Fernando
Helton
Fabiano Maicon
Kadú
Ricardo Reyes
Danilo
Opare

FC Porto

4

DÚVIDAS/EMPRÉSTIMOS
CLUBE
VALOR
Académica
Custo zero
Estoril
?
Standard Liège Custo zero

M€ 0

TOTAL

Jackson
Ghilas
Herrera
Josué
Quintero

ENTRADAS
NOME
Ricardo
Evandro
Opare

Varela
Ricardo
Kelvin
Licá

_

POSSIBILIDADES
Tello
Barrada
Mikel
Kayembe
Gonçalo
Izmailov
Balanta

TOTAL

Barcelona
Al Jazira
Equipa B
Equipa B
Equipa B
Qabala
River Plate

-

Fernando [Manchester City], Mangala [Chelsea, Manchester
City, Manchester United], Jackson [Valência, Atlético de
Madrid, Roma, Mónaco, Arsenal, Nápoles]

SAÍDAS
NOME
Fucile
Iturbe
Castro

CLUBE
VALOR
?
Fim de contrato
Verona
€ 15 milhões
Kasimpasa € 2,05 milhões

EQUIPA TÉCNICA
CA

RESULTADOS E CALENDÁRIO
DIA
03/07
12/07
14/07
16/07
27/07

LOCAL
ADVERSÁRIO
Olival
Início dos treinos
Olival
Rio Ave
Horst (Holanda)
Estágio
Horst (Holanda)
Venlo
Dragão
Apresentação

Treinador Julen Lopetegui
gui
Treinador-adjunto Julián
n Calero
Treinador-adjunto
Rui Barros
Preparador-físico
Juan Carlos Martínez
Treinador guarda-redes
Juan Carlos Arévalo

LIGA FERTIBERIA
Com instinto goleador bem apurado, o FC Porto Vintage carimbou a
passagem à final do torneio de futebol indoor, depois de vencer os galegos do Celta de Vigo por 12-4.
Será a primeira presença dos azuis e brancos no encontro decisivo, frente a Real Madrid ou Valência

Chuva de golos rumo à final
>> Dragão Caixa
>> Árbitro Manuel Silva [Portugal]
Rui Correia, Fernando Couto, Pedro Emanuel,
Rui Barros e Fernando Gomes
Jogaram ainda: Zé Carlos, Mário Silva, Pedro
Mendes, Capucho, Bino e Bessa
TREINADOR JOÃO PINTO
Solla; Jorge Otero, Bajcetic, Fidalgo e Jacobo
Campos
Jogaram ainda: Adrián, Jorge Rodríguez,
Quique, Tomás e Ratkovic
TREINADOR MONCHO CARNERO


ao intervalo 5-1

GOLOS 14’ Pedro Emanuel, 17’ Capucho, 20’

Pedro Mendes, 22’ Mário Silva, 28’ Capucho,
29’ Jorge Fernández, 32’ Jorge Otero, 35’
Capucho, 36’ Rui Correia (p.b.), 40’ Fernando
Couto, 42’ Rui Barros, 45’ Pedro Mendes, 46’
Tomás, 52’ Rui Barros, 53’ Rui Barros, 56’
Pedro Mendes
CARTÕES Nada a assinalar

O

FC Porto Vintage garantiu ontem a passagem, inédita, à final da Liga Fertiberia,
após derrotar o Celta de Vigo
por 12-4, no Dragão Caixa, e
mantém a invencibilidade caseira na competição. A formação azul e branca assumiu o
controlo do jogo desde o apito
inicial, apresentando uma atitude paciente, à espera do erro
adversário.
Aos 14’, Pedro Emanuel
deu vantagem aos dragões,
que não abrandaram o ritmo
e, pouco depois, aos 17’, viram
a vantagem aumentar por intermédio de Capucho. O 3-0
surgiu aos 20’, após remate
de Pedro Mendes e, quase de

seguida, foi a vez de Mário Silva fazer o gosto ao pé. O quinto golo do FC Porto, segundo
de Capucho, chegou aos 28’.
Os galegos ainda conseguiram reduzir em cima do final
do primeiro tempo (29’, Jorge
Fernández), e ao intervalo o
placar marcava 5-1.
A segunda parte trouxe
mais golos e começou com o
segundo do Celta (32’, Otero),
com resposta a ser dada prontamente por Capucho, que
concretizou o hat-trick (35’).
Poucos segundos depois, uma
falha de Rui Correia resultou
em autogolo, deixando o marcador em 6-3. Aos 40’, começou o festival de golos da equipa da casa, com Fernando Couto a marcar primeiro, seguido
de Rui Barros e Pedro Mendes.

Hat-tricks de Rui
Barros, Capucho e
Pedro Mendes no
resultado mais
desnivelado da prova
O último golo espanhol surgiria
aos 46’, por Tomás.
Rui Barros foi o segundo
jogador a fazer um hat-trick,
com mais dois golos em apenas 30 segundos. Pouco depois, Pedro Mendes - o melhor
em campo - também viria a
fazer o terceiro da conta pessoal, fixando o resultado final

HISTÓRIA

A equipa Vintage atinge a final
da Liga Fertibéria à custa de
um plantel recheado de estrelas e que ajudaram a escrever
as páginas mais gloriosas da
história do clube. Os números
são impressionantes: entre os
11 jogadores utilizados ontem apenas dois não ganharam troféus enquanto seniores pelo FC Porto, no caso
Bessa e Zé Carlos. Os outros
nove festejaram 83 conquistas e se acrescentarmos o
treinador/jogador João Pinto,
que ontem não fez qualquer
minuto, o número passa a
centena, cifrando-se em 107
troféus. Só pelo FC Porto.

“FURA-REDES”

Pé de Rui Barros
continua a fazer
estragos

Estilo > Capucho continua em grande forma e ontem marcou três golos

em expressivos 12-4.
O FC Porto fica agora à espera de conhecer o adversário da final da Liga Fertiberia,
que sairá do confronto entre
Real Madrid e Valência, dia
12, quinta-feira. O jogo decisivo ainda não tem data nem
local, sendo o Dragão Caixa
uma das hipóteses..

D

Mais de cem
títulos a passear
no pavilhão

_
IVAN DEL VAL/GLOBAL IMAGENS

FC PORTO 12
CELTA DE VIGO 4

_

SÁBADO
7.JUNHO.2014

■ DECLARAÇÃO
“Estamos na final com três jogos muito
bons em casa. Aliámos o resultado com a
exibição. Estes jogadores fizeram história
neste clube e continuam a fazê-lo. Foi com
grupos destes que o clube ganhou títulos
João Pinto
TREINADOR

Ao nono minuto de jogo, Rui
Barros apontou para a baliza
à guarda de Solla e desferiu
um potente remate que acabou na malha lateral. Ou teria
acabado, se a força que o
“baixinho” do FC Porto aplicou na hora do pontapé não
tivesse sido tanta: o esférico
acabou mesmo por furar a
rede. O jogo foi interrompido
durante breves minutos para
o conserto da malha, ficando
provado que os 48 anos de Rui
Barros não chegam para lhe
tirar o jeito, nem a força.

Lucho aprovado como treinador
Numa entrevista a O JOGO,
Lucho revelou o desejo de ser
treinador quando terminar a
carreira de jogador e até disse
que gostaria um dia de ser o
Diego Simeone - o técnico
que conduziu o Atlético de
Madrid ao título espanhol - do
FC Porto. O médio argentino

está com 33 anos e não pretende arrumar as botas - tem
contrato com o Al Rayyan - a
curto prazo, mas já reúne
apoios para as novas funções.
Mangala provou com El Comandante no Dragão e aplaude a vontade do ex-companheiro, sublinhando que vê

nele alguém com as características necessárias para
triunfar no banco. “Se o Lucho será um bom treinador?
Penso que sim. No FC Porto,
já o víamos como treinador.
Ele é um apaixonado do futebol. Tem aquela aura, uma
postura que faz dele uma pessoa elegante e que as pessoas
gostam de ouvir. E como ele é
um apaixonado do futebol,
como ele adoro a tática, pen-

so que poderá fazer coisas
boas como treinador. Apesar
disso, sabemos que não é por
se ter sido um grande jogador
que nos transformamos num
grande treinador. Mas, se ele
começar, sei que vai sentir
prazer nisso. Espero que ele
consiga ter uma carreira de
treinador tão boa como teve
enquanto jogador”, referiu o
central ao “Foot Mercato”.

IVAN DEL VAL/GLOBAL IMAGENS

_

POR MANGALA
Central diz que o médio já era
visto como tal no FC Porto por ser um apaixonado
por tática e alguém que os outros gostam de ouvir

Capitão > Lucho saiu do FC Porto em janeiro