Fichier PDF

Partage, hébergement, conversion et archivage facile de documents au format PDF

Partager un fichier Mes fichiers Boite à outils PDF Recherche Aide Contact



Level 1 Coaching 2014 PTBR .pdf



Nom original: Level_1_Coaching_2014 PTBR.pdf
Titre: EN

Ce document au format PDF 1.3 a été généré par QuarkXPress(R) 9.3 / Mac OS X 10.7.5 Quartz PDFContext, et a été envoyé sur fichier-pdf.fr le 27/02/2015 à 17:44, depuis l'adresse IP 189.59.x.x. La présente page de téléchargement du fichier a été vue 363 fois.
Taille du document: 6.2 Mo (37 pages).
Confidentialité: fichier public




Télécharger le fichier (PDF)









Aperçu du document


INTERNATIONAL RUGBY BOARD
COACHING NIVEL 1
INTRODUCAO AO RUGBY

Manual e apostila do curso
© International Rugby Board 2013

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Coaching Nivel 1
Introducão ao Rugby
Conteudo do curso
Revisão

....................................................... 3

Cinco passos para o Bem Estar do Jogador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7

Unidade um - Conhecimento do jogo: Principios do jogo,
metodos de coaching e desenvolvimento de
habilidades
Módulo 1

Entendendo o jogo e seus princípios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
Tarefa 1 - Video “Entendendo o jogo” e
“Guia do principiante no Rugby” . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
Tarefa 2 - Identifique os exemplos dos principios do Rugby . . . . . . .10
Tarefa 3 - Metodos de coaching para introducao e pratica do jogo . .11

Módulo 2

Aplicando os principios do jogo para desenvolvimento das
habilidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
Tarefa 4 - Use os principios do jogo para analisar
o desempenho da equipe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
Tarefa 5 - Praticando o jogo e improvisando as
habilidades deficientes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .17

Unidade dois - Planejamento
Módulo 3

Planejamento e demostracao de uma pratica . . . . . . . . . . . . . . . . 26
Trefas 6 e 7 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26
Tarefa opcional - Analise do crescimento do jogador e seu
desenvolvimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .30

Módulo 4

Gerenciamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 34
Tarefas 8, 9 e 10 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .34

Módulo trabalho pre-curso (favor se apresentar com certificados on line solicitados):
• Complete o curso on line no www.rugbyready.com
• Complete o teste das leis do jogo no www.irblaws.com
• Baixe e leia o “Guia do principiante no Rugby” (www.irbrugbyready.com/downloads)
Módulo trabalho pos-curso recomendado:
• Complete o curso on line www.irbsandc.com
• Complete os modulos de educacao sobre “Concussão” no www.irbplayerwelfare.com
• Esteja atento sobre as informacoes e recursos para treinadores e jogadores no
www.irbkeeprugbyclean.com

COACHING NIVEL 1

2

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Revisão
Conteudo
Cursos de Treinamento e Educacao IRB . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4
Introducao ao Coaching Nivel 1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
Informacoes gerais do curso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
Cronograma do curso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .5
Aprendizagem proveniente do curso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6

Prefácio
Bem-vindo ao curso IRB Nível 1 de Coaching. Este curso é projetado para
capacitar treinadores com as habilidades básicas de modo que possam ensinar os
jogadores novos ao jogo a competir de maneira segura e divertida.
A presença do esporte na vida de uma pessoa gera benefícios enormes para o
desenvolvimento social, físico e pessoal ao passo que amplia a consciência
cultural. O Rugby é um esporte excepcionalmente inclusivo, e você como treinador,
tem uma posição de influência genuína sobre o nível do desenvolvimento pessoal
do jogador e sua percepção de comunidade e autovalorização.
O curso Coaching nível 1 IRB tem o objetivo de desenvolver treinadores que sabem
como treinar e o que treinar. O curso é ministrado usando a seguinte estrutura:
• Primeiramente, usa os princípios do ataque e defesa para dar uma visão geral do
jogo;
• Segundo, usa a análise de fatores chave para permitir que você explique,
demonstre, pratique, execute e analise as habilidades do jogo;
• Terceiro, os módulos do conhecimento do jogo são sustentados pelos módulos
genéricos que cobrem o planejamento, a gestão de riscos, o papel do treinador,
comunicação, crescimento da criança e do adolescente, força e condicionamento
do Rugby e as leis do jogo.
Durante todo o curso, você será incentivado a praticar suas habilidades de treinador
agarre esta oportunidade para ter feedback de seu educador IRB e de seus pares.
Eu espero sinceramente que você aproveite o curso e tire benefícios de sua
participação.
Atenciosamente,

Reconhecimentos
O compromisso com a tarefa
e os esforços do autor e da
equipe editorial, bem como da
equipe de consultoria com sua
contribuição para o
desenvolvimento deste
programa educacional são
altamente apreciados.
Autor:
Douglas Langley
Equipe de Consultoria 2007:
Lee Smith & Mark Harrington
(IRB), Jock Peggie (SRU),
Simon Jones (RFU) e Gerry
Roberts (WRU)
Equipe de Consultoria 2012:
Mark Harrington (IRB), Fred
Ollows (KRU), Gene Tong (IRB
RTC Asia), Jean-Luc Barthes
(IRB), Mike Luke (IRB RTC
NACRA), Denver Wannies (IRB
RTC CAR)
Projeto e produção:
Sport Development
Contato Adam Pearson
adam@sportdevelopment.com

Sobre este material
Este material é um manual de
curso e livro de exercícios.
Uma cópia deve ser entregue
para cada participante do
curso.
Notas do educador serão
disponibilizadas
separadamente do IRB.

Mark Harrington,
Gerente de treinamento, International Rugby Board

COACHING NIVEL 1

3

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Cursos de Treinamento e Educação IRB

Trainer

Educador
• Treinador • Oficial da partida
• S&C • Médico
Equipe
Educacional
Administrators

Administradores

Primeiros socorros
em Rugby Nível 1
Cuidados imediatos no Rugby
Níveis 2, 3
Equipe
Médica

Certificação
baseada em
competências

Todas as partes
interessadas

Treinadores
Treinamento de
Treinadores e oficiais Oficiais de jogo
Força e
árbitros/oficiais
de partida identificados
condicionamento
da partida
por talento
Níveis 1, 2
Sevens
Sevens
Níveis 1, 2
Níveis 1, 2
Níveis 1, 2
Fifteens
Fifteens
Programa do
Níveis 1, 2, 3 Otimização
Níveis 1, 2, 3
de Talento

Os cursos de treinamento e educação IRB evoluíram desde meados dos anos
1990, e são atualizados regularmente desde então, usando os conhecimentos de
Clubes membros e as habilidades de um número seleto dos trainer IRB que são
também peritos em conteúdo.
Desde 2006, a provisão IRB foi ampliada para servir a mais partes interessadas,
como demonstrado no portfólio acima. Agora, todos os cursos são baseados em
competências, projetados para oferecer aprendizagem e treinamento adequados
aos contextos em que os treinadores e árbitros atuam.
Além disso, os cursos IRB agora somente podem ser ministrados pelos
educadores licenciados IRB que demonstraram suas habilidades técnicas e de
facilitadores de acordo com os padrões estabelecidos. Todos os registros e
certificações são emitidos pela matriz do IRB em Dublin, Irlanda.

COACHING NIVEL 1

4

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Introdução ao Coaching nível 1
O Rugby oferece grandes possibilidades para o desempenho individual e da
equipe. O objetivo principal do jogo é fornecer a oportunidade de obter alegria e
satisfação com o desempenho eficaz a partir de uma ampla gama de habilidades:
habilidades individuais como correr, passar, receber, chutar, tacklear, e de
habilidades coletivas como mauls e rucks e scrums, a fim de jogar com sucesso e
ganhar a competição. Enquanto estas habilidades são predominantemente
técnicas, os jogadores também necessitam tomar boas decisões individuais e
coletivas sobre o que fazer e quando, e precisam ter um nível apropriado de
condicionamento físico para jogar bem.
Este material "Apresentando o Rugby" ajuda a explicar maneiras de desenvolver
uma compreensão básica do jogo, e como os jogadores e treinadores podem
aplicar os princípios do jogo, na prática e em jogo.
Cada módulo do curso começa com uma explicação e demonstração, e ilustra
práticas utilizando diferentes metodologias de treinamento. Tanto quanto possível,
a ênfase será colocada na prática de coaching e no ensino dos novos jogadores, o
que significa que todas as sessões de treinos devem ser adaptadas para atender a
capacidade e a cultura dos jogadores em nível introdutório.
Esta abordagem promove um jogo em que todos os jogadores são incentivados a
participar de maneira plena, usando suas habilidades e conhecimento para marcar
o máximo de pontos possíveis dentro das leis do jogo.

Cronograma do curso
Unidade 1 - conhecimento do jogo
Módulo 1

Compreendendo o jogo, seus princípios e
metodologias de treinamento

2hrs 15mins

Módulo 2

Aplicando os princípios e habilidades ao
desempenho da equipe

1hrs 15mins

Informação geral do
curso
Materiais necessários para o
curso (impresso ou
disponível eletronicamente)
• Guia do principiante para o
Rugby
• Fatores chaves para
Coaching
• Manual do curso de
Coaching nível 1
Avaliação
Para receber o Certificado de
Presença IRB, o participante
deve comparecer a todos os
módulos do curso.
Métodos de entrega do curso
Este curso será ministrado
usando:
• Apresentações
• Análises de vídeo
• Testes de Resolução de
problemas
• Cenários
• Aulas práticas utilizando
explicação, demonstração e
prática.

Unit 2 – Planning
Módulo 3

Planejamento de prática e Demonstração de prática

3hrs 15mins

Módulo 4

Leis do jogo, jogos modificados, gestão de riscos e
o papel do treinador

45mins

Conclusão

30mins

Duração total: 8hrs (curso de 1 dia)

COACHING NIVEL 1

5

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Resultados de aprendizagem do curso
Ao concluir o curso, você será capaz de:
1. Planejar uma sessão prática que atenda às necessidades dos jogadores.
2. Entregar a sessão planejada.
3. Ao planejar e entregar a sessão, mostrar competência nas áreas:
• planejamento.
• gerenciamento de grupo.
• comunicação.
• conhecimento de jogo e habilidades.
Ao concluir o curso, você poderá:
(a) Planejar e entregar uma sessão relevante
(i) Definir o que pretende realizar na sessão, isto é, existem resultados de
aprendizagem.
(ii) Planejar o uso de progressão de habilidade usando jogos modificados.
(iii) Identificar os principais pontos de coaching.
(iv) Plano relevante para as necessidades do grupo.
(v) planejar, fornecer e utilizar equipamento.
(b) Entregar uma sessão relevante
(i) Gerenciamento do grupo
1. Garantir um ambiente seguro e agradável.
2. Maximizar a participação.
3. Reagir às necessidades do grupo.
4. Realizar atividades relevantes que atingem os resultados de aprendizagem.
5. Gerir o tempo de forma adequada.
6. Assegurar o ritmo da prática.
7. Assegurar o fluxo da prática.
(ii) Comunicação
1. Fornecer explicações e orientações claras.
2. Verificar a compreensão através da escuta.
3. Demonstrar variedade vocal - ritmo, tom, volume.
4. Dar feedback- relevante, oportuno, específico.
5. Demonstrar técnicas de questionamento usando perguntas fechadas e
abertas.
6. Demonstrar linguagem corporal positiva.
7. Concluir a sessão revisitando os resultados de aprendizagem e principais
pontos de coaching.
(c) Conhecimento do jogo
(i) Os princípios do Rugby
1. Identificar os princípios e as habilidades necessárias para jogar.
2. Aplicar os princípios do jogo para jogar em equipe.
(ii) Análise de habilidades
1. Observar o jogo para identificar o padrão de desempenho de habilidades.
2. Analisar o desempenho das habilidades usando os Pontos chave de Coaching.
3. Implementar métodos adequados para melhorar as habilidades.

COACHING NIVEL 1

6

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Cinco passos para o Bem-Estar do Jogador
Seja um salva-vidas; conheça o seu A-B-C





A: via Aérea, B: Respiração, C: Circulação
Salvar uma vida sempre começa com A
Se você não tiver um A você não terá um B ou um C
via Aérea: abra, desobstrua, mantenha

Se eles estiverem no chão, pense no pescoço





Não os agite, não os rolem, não os façam sentar
Pense na coluna vertebral, mantenha a coluna reta e não se apresse
Pare o jogo e pergunte sobre dor
Um jogador inconsciente tem uma lesão no pescoço até que se prove o contrário

Treine para evitar lesões
• Não mude de repente seu treinamento
• Proteja os jogadores que retornam após uma lesão – eles apresentam risco
aumentado de lesão
• Realizar treinamento de alto risco (contato, piques), em momentos de baixo risco
(quando não cansados)
• Prevenção de lesões: Está no equilíbrio (exercícios)

Tackleie a Concussão
• Não perca a cabeça, leia os sinais
• Não faz sentido jogar com uma Concussão - um jogador com concussão pode
ficar confuso - ele terá maior risco de lesões e deve ser removido do jogo
• Reconheça e remova
• Caso tenha dúvida, espere fora do jogo
• Não arrisque seu cérebro para ganhar um jogo

Combata infeccções
• Não compartilhe de seu sangue na roupa e nas toalhas; o sangue transmite
infecções; lave ou descarte roupas sujas de sangue
• Uma ferida negligenciada é uma ferida infectada
• A solução para a poluição é diluição - lave a ferida com água abundante
• Limpe-a, e a seguir cubra-a

COACHING NIVEL 1

7

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Unidade 1 - Conhecimento do jogo:
princípios do jogo, métodos de treinamento
e desenvolvimento de habilidades

Módulo um Compreendendo o jogo e os
princípios do jogo
Resultado de aprendizagem
Ao final deste módulo, você poderá apresentar uma compreensão básica do jogo e
os princípios do jogo, baseados na observação do vídeo “Entendendo o Rugby” e
no “Guia do principiante para o Rugby”. Você também será capaz de desenvolver
uma simples análise de aspectos do jogo e, a partir dessa análise, escolher um
método de treinamento apropriado para ajudar os jogadores a jogar de forma mais
eficaz.

Tarefa 1 - O vídeo "Entendendo o Rugby" e "Guia de
iniciante para o Rugby
Agora você assistir o filme 'Entendendo o Rugby ", que servirá como uma
introdução ao jogo de Rugby.
No "Guia de iniciante para o Rugby", existem pontos
chave ligados ao filme, que você poderá usar como
ponto de referência ao longo deste curso Nível 1.

COACHING NIVEL 1

8

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Uma breve introdução ao
Rugby
Variações do jogo podem ser jogadas em qualquer espaço retangular seguro,
desde que existem linhas laterais, linhas de gol e uma área de in-goal para marcar
os tries. As dimensões devem ser adequadas para o número e a idade dos
jogadores. Menos jogadores e jogadores jovens necessitam de menos espaço do
que o campo inteiro utilizado para Rugby 15-a-side e o Rugby 7-a-side adulto.
As dimensões e o peso da bola podem variar de acordo com a idade e as
capacidades físicas dos jogadores. Uns jogadores mais novos usam uma bola menor
e mais leve do que a bola regulamentar. Como guia, a bola deve ser de um tamanho
que os jogadores consigam pegar usando duas mãos. Eles não devem ter que pegála em seus braços, porque isso dificultaria a execução das habilidades do jogo.

O jogo e os jogadores
Consulte o “Guia do principiante para o Rugby”
Com o tempo, os jogadores perceberão que eles tornam-se mais aptos para uma
determinada posição na equipe. Isto será consequência de suas características e
atributos físicos, de suas habilidades e preferências. Especialização posicional
deve ser abordada com cautela. Conforme o jogador cresce, ele pode tornar-se
inadequado para a posição em que se especializou em uma idade precoce, e pode
ficar perdido para o jogo.

A equipe por posição de jogo
Consulte o “Guia de iniciante para o Rugby”
Em todo este material, posições serão referidas pelo número do jogador nessa posição.
Isto evitará confusão quando mais de um nome é dado para uma posição específica.

A estrutura do jogo
Aplicação das leis no jogo geral
Consulte o “Guia de iniciante para o Rugby”

Formações Fixas
Consulte o “Guia de iniciante para o Rugby”
Formações Fixas são usadas para iniciar e reiniciar o jogo quando ocorrem
paralisações.

Funções do jogador em um jogo
Consulte "Fatores chave de Coaching" com relação ao manejo de bola - "handling",
"Correr para dar apoio ao portador da bola", "Tackle lateral" e "tackle frontal".
COACHING NIVEL 1

9

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Tarefa 2 - Identifique exemplos dos princípios do Rugby
Após ter discutido suas conclusões dos materiais consultados, e ao término do
filme, identifique e explique exemplos de cada princípio completando a seguinte
tabela. Use os exemplos dados para acionar mais exemplos de cada princípio.

Princípios

Exemplos

Contestando a posse, a fim de
atacar, por exemplo, ganhar a
bola após ela ser chutada.

Atacar, movendo a bola para a
frente, por exemplo, chutando
e recuperando a bola.

Mantendo a posse usando o
jogo de fase para criar espaço,
por exemplo ruckeando.

Defendendo para recuperar a
posse, por exemplo, linha de
defesa avançando em
conjunto.

Um jogo multifacetado, por
exemplo, diferentes tipos de
corpo.

Prêmios e Castigos, por
exemplo, recompensa - jogando
em um lateral quando a equipe
força a oposição para chutar a
bola para fora. Penalidade - não
jogar a bola no scrum, quando
um jogador bate na bola.

COACHING NIVEL 1

10

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Tarefa 3 - Métodos de Coaching para introduzir e praticar
o jogo
O principal papel do treinador de novos jogadores é ajudá-los a compreender a
lógica básica do jogo e desenvolver as habilidades necessárias para um bom
desempenho. Então, antes de introduzir o jogo para novos jogadores, todos os
treinadores precisam determinar as suas opiniões sobre o seguinte:
• Seu entendimento sobre como funciona o jogo (como obter a posse da bola e
mantê-la por tempo suficiente para marcar e, para a oposição, como pegar a bola
de volta quando estão na defesa)
• As principais funções de cada um dos jogadores no jogo em geral e em jogadas
definidas
• Como e quando intervir para explicar ou demonstrar uma habilidade fundamental
Há muitas maneiras de jogar e diferentes métodos de treinamento para ajudar os
jogadores a desenvolver suas habilidades. Alguns colocam mais ênfase em
práticas destinadas a desenvolver habilidades individuais isoladamente, enquanto
outros se concentram mais em práticas situacionais de jogo destinadas a
desenvolver uma melhor tomada de decisão no contexto do jogo: jogos para a
compreensão, o sentido do jogo, todo-parte-todo ", zoom in e zoom out", são
apenas alguns exemplos.
Existem duas abordagens amplas para introduzir o jogo para novos jogadores: o
primeiro, seguindo as instruções do treinador, é baseado em praticar e aperfeiçoar
habilidades técnicas individuais e coletivas, como passar e pegar a bola, chutar
com precisão, tackles, etc. Esta abordagem é explícita e não adaptativa.
A segunda, uma abordagem mais centrada no jogador, prioriza jogadores
praticando/treinando em situações de jogo, onde se espera que os jogadores
reajam ao inesperado, e façam a relação do bom entendimento com a tomada de
decisão com execução técnica adequada. É uma abordagem implícita e adaptável,
de acordo com as necessidades dos jogadores em qualquer momento de sua
aprendizagem para jogar de forma eficaz.
Se e quando o treinador observa que existem deficiências nas habilidades dos
jogadores, isso sinaliza que há uma necessidade de abordagem mais explícita e
não adaptativa.
Unir treino e jogo
O que sabemos é que uma vez que os novos jogadores começam a jogar, eles se
deparam com uma série de situações, com ou sem bola, com oponentes ou não, e
têm que decidir o que fazer rapidamente em seguida para só então pôr em prática
aquela habilidade. Portanto, qualquer que seja o método adotado pelo treinador,
precisa levar esta realidade em consideração.
Por exemplo, ao treinar e jogar, os jogadores precisam ser colocados em situações
em que tenham que decidir e realizar pelos menos uma das seguintes situações:
• levar a bola para contato ou correr e conseguir espaço?
• correr e ganhar espaço ou passar para um jogador mais bem localizado?

COACHING NIVEL 1

11

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

• avançar com os jogadores de apoio por perto ou passar a bola para outros
jogadores em campo?
• avançar e entrar em contato ou procurar a bola na defesa?
• tacklear o jogador que está com a bola ou dar cobertura para o jogador de apoio
ou o próximo a receber a bola?
Os princípios do jogo, descritos no começo deste módulo, sugerem o seguinte:
• Uma vez que seu time tenha a posse da bola, ele pode atacar o adversário de
qualquer parte do campo
• Levar a bola para o ataque com o maior número possível de jogadores, em uma
formação organizada vai fazer com que o time mantenha a posse de bola e vai
acabar permitindo que (com a posse de bola) cruzem a linha do gol, marcando o gol
• Saber o que está acontecendo ao seu redor no jogo a todo momento ajudará os
jogadores a explorar os pontos fracos do jogo do adversário. Isso vale tanto para
o ataque quanto para a defesa
• A pressão constante acabará por interromper qualquer jogada da equipe
adversária
• Conseguir sentir onde estão os pontos fracos no time adversário mostrará à
equipe como e onde atacar. Isso vale tanto para o ataque quanto para a defesa
No módulo 2 há exemplos de ambos os treinos. Todos esses treinos precisam
respeitar o ciclo de aprendizagem apresentado no modelo abaixo:

TREINO SIMULADO
Habilidades e/ou situações de jogo
Respeitar os princípios do jogo
(Ver o que cada jogador já consegue fazer)

COM O TEMPO, INTENSIFIQUE
A PROGRESSÃO DOS TREINOS
Faça com que os treinos sejam mais
complexos e desafiadores

AVALIAR MELHORIA NO
DESEMPENHO
Individual < > coletivo

IDENTIFICAR HABILIDADES
DEFICIENTES
Ver o que precisa ser corrigido ou aprimorado

FACILITAR NOVOS TREINOS
Melhorar o desempenho:
Coletivo < > individual

COACHING NIVEL 1

12

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

RECOMENDAÇÕES:
• O IRB recomenda que a melhor maneira de aprender a jogar de maneira segura e
eficaz é jogar de forma modificada, respeitando os princípios e regras mais
importantes. O ideal seria incluir também o contato condicionado (depois de um
aquecimento adequado), considerando que o ambiente de treino e jogo sejam
seguros o bastante para isso.
• É melhor começar com jogos de pequenos grupos em áreas menores (de 6 a 8
jogadores cada). Esse formato funciona bem com iniciantes, já que cada jogador
se torna mais ativo ao se aproximar da bola, envolvendo-se mais.
• O jogo modificado deve ter o máximo possível de passes e pegadas – e pouco
ou nenhum chute – já que isso possibilita que todos os jogadores tenham a
oportunidade de correr e passar a bola, podendo tacklear oponentes e ser
tackleado por eles, com relativamente pouco momento linear.
• O tamanho do campo deve ser ajustado de acordo com número de jogadores em
cada time.

Tarefa 3.1
Começar descrevendo um treino para desenvolver uma habilidade técnica simples
como “pegar a bola e avançar”. Usando as recomendações listadas acima,
descreva como se pode usar um treino simulado baseado em uma abordagem
mais adaptativa e implícita, criada para permitir que os jogadores melhorem a
mesma habilidade por meio de um jogo modificado.
Usando uma abordagem implícita e adaptativa, o treinador atua como uma
facilitador para o desenvolvimento da habilidade de reação para o inesperado dos
jogadores, para unir a compreensão básica de como o jogo funciona com o
processo de tomada de decisão e execução segura das habilidades individuais e
de equipe.
Tendo essa abordagem em mente, vamos considerar como seria um treino típico
nas mãos de um treinador:
Início:
Explicação do(s) tema(s) do treino, baseado no último treino ou o
desempenho na última partida.
Aquecimento:
O ideal é que o aquecimento esteja diretamente relacionado ao(s) tema(s) do treino.
Principais partes da sessão:
Várias situações de jogo relacionadas ao(s) tema(s) chave do treino:
• equipe contra equipe ou grupo grande contra grupo grande, no contexto do
movimento geral do jogo;
• a presença do adversário cria as situações que exigem algumas respostas
táticas;
• os jogadores devem ser colocados em situações em que haja pelo menos
algumas opções disponíveis;
• situações semelhantes com números menores, enfatizando mais detalhes (6 a 8
jogadores por grupo);

COACHING NIVEL 1

13

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

• 1 x 1 para detalhar o treino: 1 x 1, 1 x 1 + 1, 2 x 1, 2 x 1 + 1;
• voltar para a equipe inteira em uma situação de jogo para avaliar se as
habilidades foram aprimoradas
• voltar para o desaquecimento e reavaliar o treino.

Tarefa 3.2
Debater quando uma abordagem mais explícita e não-adaptativa for mais
apropriada a suprir as necessidades dos jogadores e respeitar a necessidade de
criar um ambiente de treino seguro.

COACHING NIVEL 1

14

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Unidade um - Conhecimento do jogo:
princípios do jogo, métodos de treinamento
e desenvolvimento de habilidade

Módulo dois - Aplicação dos
princípios do jogo para o
desenvolvimento de
habilidades
Resultado da aprendizagem
Ao concluir este módulo, será possível analisar o jogo de uma equipe usando os
princípios da modalidade e as habilidades necessárias para respeitar cada
princípio, com visão, para então planejar e fazer treinos para suprir a necessidade
dos jogadores.
Tenha sempre a mão o recurso dos “Principais Fatores do Treinamento”.

Tarefa 4 - Use os princípios do jogo para analisar o
desempenho da equipe
Para esta tarefa, organizem-se em duplas para que um avalie como o time utiliza
os princípios do Rugby (bem ou mal) (Tarefa 4.1) enquanto o outro associa os
princípios das habilidades realizadas para obtê-las (Tarefa 4.2).

COACHING NIVEL 1

15

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Tarefa 4.1
Use a tabela abaixo para identificar se uma das equipes usa bem (√) ou mal (X) os
princípios.

Respeitar os princípios do jogo de Rugby
Disputar a posse de bola
para atacar





Atacar levando a bola
para frente



Manter a posse de bola
usando o para criar
espaço







Defender para reaver a
posse de bola





Tarefa 4.2
Aplicar os princípios e as habilidades do jogo para o desempenho de uma equipe.
Use a seguinte tabela para estabelecer uma ligação entre os princípios e as
habilidades do jogo.

Habilidades

Dos princípios às habilidades (marque a coluna correta)
Busca pela posse de bola

Ataque

Posse de bola

Defesa

Passe
Corrida com a bola
Levantando a bola do chão

Chute
Drop
Chute de conversão
Queda no tackle
Tackling
Apoio
Rucks
Mauls
Ataque
Padrão de defesa
Scrums
Laterais
Chutes de saída - drop
Ataque com 3/4s
Ataque no jogo aberto
Defesa com 3/4s
Defesa no jogo aberto
COACHING NIVEL 1

16

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Tarefa 5 - Praticar e melhorar as habilidades deficientes
Depois de acompanhar o desempenho da equipe e dos jogadores individualmente
durante um treinamento ou jogo, considere o seguinte:
• Quais os principais fatores que precisam ser aprimorados pelos jogadores para
melhorar seu desempenho?
• Crie um ou dois treinos relacionados ao jogo que ajudarão os jogadores a
aprimorarem sua habilidade e discuta com os auxiliares treinador quando e se for
revisar os fatores importantes em questão. Há alguns exemplos de jogos
modificados abaixo para auxiliá-lo nessa tarefa.
Nos seguintes exemplos, presume-se que os jogadores tenham feito um breve
aquecimento e tenham habilidades básicas de corrida, passe e técnica (avançar,
bola nas duas mãos, interceptação do passe com as mãos para o alto etc.).
Alguns fatores chave para ter em mente na criação e implementação dos
treinos simulados:
• incentivar os jogadores a jogar a bola lateralmente, ampliando a área de treino
• treinar o jogador que carrega a bola para entrar em contato, reduza a área de
treino
• para facilitar que os atacantes passem pelos defensores, reduza o número de
defensores
• para dificultar que os atacantes passem a bola adiante, aumente o número de
defensores
• avance a partir da defesa condicionada (simplesmente ocupando a área na frente
dos atacantes e não tentar recuperar a bola, para ter total contato dentro das
regras e um esforço de recuperar a bola de volta depois do tackle)
• praticar diferentes habilidades, variando a forma com que a bola é entregue aos
atacantes. Ex.: um passe fácil, passe na altura do ombro, bola parada no chão,
rolar a bola no chão etc.
• se os defensores conseguirem recuperar a bola, deixe que contra-ataquem
• varie o lado do campo para treino com bola, para que os jogadores se
acostumem a se movimentar para ambos os lados
Crie uma área apropriada para o treino:
• Para jogos de 10-20 jogadores, uma área de 25m x 25m
Diga o seguinte aos jogadores:
• No ataque, os treinos são de passe, corrida e apoio aos companheiros
• Na defesa, os treinos são para impedir que os atacantes avancem com a bola,
forçando-os a decidir quando e como continuam a levar a bola adiante
• Quando estiverem na função de levar a bola, devem olhar para onde estão os
defensores e os jogadores de apoio
• Quando não estiverem na função de levar a bola, eles devem estar olhando para
onde estão os defensores e decidir se devem ir em apoio àquele que está com a
bola ou se devem ir para a área onde possam receber um passe

COACHING NIVEL 1

17

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Durante esses treinos, as indicações do treinador/coach devem ser simples,
como descrito abaixo:
• Para quem tiver a bola:
- Onde estão os defensores?
- Onde está o espaço para avançar com a bola?
- Onde estão seus jogadores de apoio?
- Não fique com a bola por muito tempo para não virar alvo
• Para o(s) jogador(es) de apoio:
- Onde está o jogador com a bola:
- Onde estão os defensores?
- Como você pode dar apoio ao jogador com a bola?
- Peça a bola quando estiver em uma melhor posição do que aquele que detém
a posse da bola
• Para defensores:
- Onde está o jogador com a bola:
- Onde estão os jogadores de apoio?
- Como você pode impedir que a bola avance?
- Como você pode recuperar a bola?

Treino No.1 – Avançar com a bola e dar apoio ao jogador
que está com ela
• Comece com 2 atacantes contra 1 defensor e aumente para 3 x 2, 4 x 3
• Os atacantes recebem a bola do treinador/coach depois de dar a volta no
primeiro cone
• Defensores dão a volta no cone na metade da área de treino

COACHING NIVEL 1

18

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Treino No.2 – Avançar com a bola e dar apoio ao jogador
que está com ela
• Até 8 contra 8, mas pode começar com grupos menores, se necessário
• Atacantes começam em um canto grande da área de treino
• O treinador entrega a bola ao primeiro atacante enquanto os defensores dão a
volta no cone na metade da área de treino e, então, confrontam os atacantes
• No começo, permita que apenas a defesa e os atacantes condicionados
mantenham a posse de bola
• Avance para o contato total com a opção de os defensores trabalharem
ativamente para recuperar a bola

COACHING NIVEL 1

19

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Treino No.3 – Avançar com a bola e dar apoio ao jogador
que está com ela
• Como mencionado acima, mas o treinador põe uma segunda bola em jogo,
quando e se o movimento da bola desacelerar ou parar totalmente após o ataque
inicial do jogador com a posse de bola

COACHING NIVEL 1

20

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Treino No.4 – Ver onde estão os defensores e avançar com
a bola
• Dois grupos de jogadores seguem o treinador durante o treino, a uma distância
de 3-4 metros
• O treinador vira para um grupo de jogadores que devem receber a bola, e eles se
tornam atacantes
• Os atacantes devem reagir e ir aonde estão os defensores e tentar avançar com a
bola
• Os defensores tentam parar o ataque

COACHING NIVEL 1

21

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Treino #5 – Atacar os defensores quando estiverem
espalhados na área de treino
• Até 8 contra 8
• Os atacantes recebem a bola do treinador e avançam com ela
• Os defensores dão a volta em um dos dois cones ao longo da área de treino. Em
um grupo de 8 defensores, 5 correm pelo primeiro cone e confrontam os
atacantes e 3 dão a volta no segundo cone

COACHING NIVEL 1

22

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Treino #6 – Correr para ganhar do defensor isolado
• O atacante corre em volta do primeiro cone e recebe a bola
• O defensor escolhe dar a volta no 1o, 2o ou 3o cone
• Quando e se o atacante passar do defensor, este deve correr atrás do jogador
com a bola até o fim da área de treino

COACHING NIVEL 1

23

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Treino #7 – Jogar em uma área larga e em uma estreita
• Os atacantes vêm com a bola para a área mais larga com um defensor logo atrás
• Dois defensores dão a volta no cone no fim da área de treino e tentam impedir
que a bola avance
• Quando e se os atacante conseguirem alcançar a área de treino com a bola, eles
voltam para a área de treino usando somente o campo de treino estreito
• Os defensores atravessam a área de treino estreita a fim de deter o avanço dos
atacantes

20m

10m

30m

COACHING NIVEL 1

24

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Treino No.8 – Dar apoio ao jogador que está com a bola
•4x4
• 1 atacante recebe a bola no fim da área de treino e tenta passar pelo único
defensor
• 3 outros defensores dão a volta no cone no fim da área de treino e 3 atacantes
correm para dar apoio ao jogador com a bola
• Se o primeiro defensor conseguir deter o primeiro a carregar a bola, os outros
atacantes têm que decidir se vai entrar em contato para dar apoio ao que detém
a boa e os outros defensores têm que decidir como apoiar o primeiro defensor da
melhor maneira
• Se o primeiro jogador com a bola passar pelo primeiro defensor, então as opções
mudam tanto para atacantes quanto para defensores

COACHING NIVEL 1

25

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Unidade dois - Planejamento

Módulo três – Planejamento
e demonstração do treino
Resultado da aprendizagem
Ao concluir este módulo você conseguirá planejar e realizar um treino para a
equipe analisada no módulo 2 para que as necessidades dos jogadores sejam
atendidas, melhorando, assim, seu desempenho no próximo jogo/treino. Ele
também vai estar ligado à metodologia adequada usada para o treino, conforme
praticado na tarefa 3.

Tarefas 6 e 7
Trazer suas observações e notas das tarefas 4 e 5, além do que foi aprendido na
tarefa 3, planejar e demonstrar um treino relevante para aquecimento e
desaquecimento no momento e na situação dada pelo seu Educador. No seu
planejamento, também faça referência às dicas detalhadas abaixo e, se apropriado,
à tarefa opcional esboçada.

Planejar um treino
Em todo caso, o treinador precisa poder definir claramente o seguinte:
• Os objetivos específicos do treino. Por que os jogadores estão treinando?
• Os objetivos específicos do treino. O que um jogador precisa aprender a fazer
melhor no fim do treino?
• As características do treino (números, área, hora, funções, etc.).
Você também deve considerar o seguinte:
• Sua intervenção. O que você faz durante o treino e o que dizer para seus
jogadores?
• O nível do adversário (sem oposição, com semi-oposição, oposição, contato
total, etc.)
• Os avanços apropriados para os jogadores sendo treinados, do menos complexo
para o mais complexo.
A estrutura dos treinos é baseada no uso eficiente de diversas variáveis
importantes:
• A área de treino (mais ou menos espaço, campo largo ou estreito, situação
conhecida ou desconhecida no campo).
• Os treinos sempre incluem a tomada de decisão.
• A relação numérica de atacantes (com a bola) e o grau de intervenção pelo
adversário (de adversário passivo a adversário completo de jogo simulado).

COACHING NIVEL 1

26

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

• Todos os treinos devem levar a algum tipo de oportunidade de marcar.
• Os defensores devem sempre ter a oportunidade de contra-atacar e marcar.
No que diz respeito ao melhor ambiente de aprendizagem possível, é preciso
considerar o seguinte modelo ‘FERRAMENTA’:
FAZENDO - jogadores aprendem melhor quando têm tempo de fazer, de praticar
as situações de jogo.
ENTRETIDO - jogadores aprendem melhor quando os treinos são divertidos.
RELEVÂNCIA - jogadores aprendem melhor quando o treino é relevante para uma
situação de jogo.
REFLEXÃO - jogadores aprendem melhor quando são auxiliados a refletir sobre
seu comportamento atual.
APOIO - jogadores aprendem melhor em um ambiente mais compreensivo e pouco
ameaçador, onde os erros são vistos como parte essencial para a aprendizagem
gerando um apoio constante para os envolvidos.
MOTIVAÇÃO - jogadores aprendem melhor quando são motivados conseguindo
melhorar, tendo sua autoestima estimulada.
ENVOLVIMENTO - jogadores aprendem melhor se estiverem envolvidos em sua
própria aprendizagem, além de poderem aprender uns com os outros e com o
treinador, praticando as habilidades existentes e agregando conhecimento e
experiência.
NÍVEL - jogadores aprendem melhor quando trabalham dentro do seu nível,
atendendo suas necessidades.
TEMPO - jogadores aprendem melhor quando trabalham dentro do seu tempo,
respeitando os processos individuais.
APRENDIZAGEM - jogadores aprendem melhor quando o foco do treino é
colocado em quem aprende.

COACHING NIVEL 1

27

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Ajudar os jogadores e atacar e a defender
Seguem algumas diretrizes para ajudar os jogadores a aprender e atacar e
defender eficientemente.

Ataque
Incentivar o jogador com a bola a avançar, em direção a linha de try do adversário:
• correndo em torno e por entre os defensores
• passando pelos defensores e tentando manter os defensores para trás enquanto
com a posse de bola.
O princípio é relativamente objetivo.
• O avanço em direção à defesa é puxado pelo jogador com a bola. Caso o
portador da bola fugir dos defensores, estes terão que abandonar suas posições
no campo para defender.
• Ao sair dessas posições, se o jogador com a bola for detido, poderá passar para
jogadores em campo que estejam em uma posição melhor para continuar o
ataque avançando para a linha do gol.
• Os jogadores de apoio precisam correr perto o suficiente para receber um passe
do portador da bola, mas distante o bastante para evitar o defensor do portador
podendo continuar com o movimento de ataque.
• Caso corram apoiando o portador, os jogadores de apoio podem dar mais peso e
ímpeto caso o portador seja detido, agarrando-se ao portador e empurrando
mantendo o avanço.
• O jogo de apoio cria a possibilidade de continuar a atacar, assim como os
jogadores podem criar outras opções de ataque.

Defesa
• Na defesa, quanto mais os defensores avançarem juntos para deter o adversário,
maior a probabilidade que eles ataquem antes que fique perigoso demais.
• É essencial tentar limitar o espaço e o tempo disponível para o ataque se
organizar.
• O objetivo inicial da defesa é deter o adversário. O segundo objetivo é pegar a
bola de volta e contra-atacar enquanto os adversários provavelmente estarão
desorganizados imediatamente após a perda da bola.

Chaves para um
bom treino
• Enfatizar a diversão.
Lembre-se de que você quer
que seus jogadores voltem
para o próximo treino, e
tragam um amigo para
conhecer o jogo que foi tão
divertido da outra vez!
• Seja ativo em seu
treinamento. Mexa-se junto
com as jogadas e sempre
aproveite as oportunidades
para interferir.
• Se as coisas não estiverem
funcionando para os
jogadores, não dê a solução.
Desafie os jogadores a
encontrar suas próprias
soluções para o problema e
ajude-os a encontrá-la. Isso
que é treinamento de
verdade, aprendizagem de
verdade.
• Reforçar os acertos. Tente
fazer com que cada jogador
consiga pelo menos um try.
Não esqueça de parabenizar
cada jogador por algo que
tenham feito bem.
• Segurança vem em primeiro
lugar.

Geral
• Ao envolver jogadores jovens e iniciantes neste tipo de jogo condicionado e ao
desenvolver as habilidades individuais, você desenvolverá jogadores com um
bom senso das realidades do jogo.
• Este método cria uma demanda do jogador para a habilidade que vai permitir que
ele joguem melhor em cada área que estão tendo dificuldade.
• A habilidade do treinador é ajudar os jogadores a suprir a demanda criada pelas
dificuldade do processo de tomada de decisão.
• Essas atividades devem avançar em situações de jogo, reforçando a relevância
da habilidade para o modo de jogo. Em atividades, a progressão deveria ser da
técnica de não-oposição para situações semelhante às do jogo.
• Mesmo no nível da técnica, reduzir o tempo de recuperação e desempenhar a
técnica em uma velocidade maior aumenta a pressão.
• O princípio básico de qualquer progressão é reduzir o tempo e o espaço para
que se aumente a intensidade.
COACHING NIVEL 1

28

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Prática de treinos de variáveis
• Maturidade do jogador.
• Padrão no qual cada jogados põe em prática suas habilidades individuais. Se um
jogador não puder correr e passar, então o ataque é difícil. Se um jogador não
puder tacklear, a defesa é difícil. E se um jogador não utilizar as técnicas seguras
em contato, então conseguir a bola vai ser a coisa mais difícil, para começo de
conversa.
• A compreensão tática e habilidade em tomar decisões dos jogadores.
• A habilidade dos jogadores em lidar com o tempo e espaço limitados e a
presença de muitos jogadores.
Lembre-se: todo o Rugby é baseado na habilidade de realizar bem a maioria das
habilidades básicas.

Progressão da
habilidade
Iniciar com a maioria das
habilidades fundamentais:
correr, passar, tacklear, cair no
tackle e avançar para:
• as outras habilidades
individuais
• scrums e laterais (as
habilidades de unidade que
são a base das disputas
para a posse de bola)
• pontapés iniciais e reinícios
• defesa e ataque como
habilidades de unidades
• rucks e mauls.

COACHING NIVEL 1

29

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Tarefa opcional (para ser considerada com o planejamento
acima para treinador de crianças e jovens) - Analise o
crescimento e desenvolvimento do jogador
1. Leve em consideração e discuta as implicações da tabela abaixo para treinador
nos quatro faixas etárias indicadas.
2. Na tabela, liste três mudanças que você fará ao seu treinamento baseado no que
você agora sabe.

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO
Idade

Desenvolvimento físico

Desenvolvimento de habilidades motoras

5-8

• Gosta de atividades intensas
mas se cansa facilmente.
• Dificuldade em se concentrar na
bola.
• Visão periférica precária.

• Precisa de jogos
descomplicados.
• Gosta da prática repetitiva e
habilidades simples.

Maturidade social e emocional

• Limiar de atenção variável.
• Deseja curtir o que está fazendo.
• Precisa ter a autoestima e a
confiança motivada.

O que isso significa no seu treinamento?
1.

2.

3.

COACHING NIVEL 1

30

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO
Idade

Desenvolvimento físico

• Aumento no período de
recuperação após uma atividade
vigorosa.
9-10
• Maior coordenação.
• Alongue os músculos antes da
atividade.

Desenvolvimento de habilidades motoras

Maturidade social e emocional

• Repetição ainda é essencial.
• Comece a desenvolver a
consciência espacial e de uso do
tempo, espaço e direção.
• Consegue aprender e aplicar as
técnicas de segurança no contato.

• Limiar de atenção e concentração
na tarefa aumentados.
• Precisa aceitar e compreender as
variações nas habilidades.
• Aumenta a confiança caso seja
bem sucedida e aceita pelo grupo.

O que isso significa no seu treinamento?
1.

2.

3.

COACHING NIVEL 1

31

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO
Idade

Desenvolvimento físico

Desenvolvimento de habilidades motoras

• O crescimento rápido leva ao
• Pode utilizar a velocidade,
cansaço e à péssima coordenação.
precisão, distância e espaço no
• Precisa de guia estruturado.
desempenho das habilidades.
11-13 • Precisa de atividade para manter • Proficiente nas habilidades
a flexibilidade e forma física.
aprendidas anteriormente.
• Boa coordenação entre olho e
• Desejo de aprender novas
mão.
habilidades.

Maturidade social e emocional

• Muito receptivo para aceitar
aconselhamento.
• Maiores funções de liderança e
tomada de decisão.
• Sente a rejeição mais forte.
• Precisa de orientação na
definição de metas.

O que isso significa no seu treinamento?
1.

2.

3.

COACHING NIVEL 1

32

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO
Idade

Desenvolvimento físico

Desenvolvimento de habilidades motoras

• Crescimento rápido porém
desequilibrado.
• Muito preocupada com a
14-15 aparência física.
• Condicionamento
cardiorrespiratório e flexibilidade
necessários.

• Continuação dos treinos de
habilidades.

Maturidade social e emocional

• Prefere metas de curto prazo.
• Necessidade crescente de
aceitação dos pares.
• Dificuldade em controlar as
emoções.
• Precisa de motivação positiva
para participar.

O que isso significa no seu treinamento?
1.

2.

3.

COACHING NIVEL 1

33

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Unidade dois - Planejamento

Módulo quatro – Gestão
Resultado da aprendizagem
Ao concluir este módulo, você estará consciente de seu papel como treinador, no
que diz respeito ao conhecimento de regras e gestão, principalmente na
minimização dos riscos.

Tarefa 8
Depois de concluir a prova online de regras do IRB e ver exemplos das variações
do jogo abaixo, discuta com seu(s) Educador(es) e outros treinador o quanto e elas
são apropriadas para você como treinador.

Tarefa 9
Ao completar o teste online do “Rugby Ready” do IRB, discuta com seu(s)
Educador(es) e outros treinador quais áreas de gestão de risco seriam adequadas
para você como treinador.

Tarefa 10
No que diz respeito aos pontos principais detalhados abaixo e depois de ver o
vídeo “Valores do Rugby”, debata com seu Educador e outros treinadores o nível
de adequação do vídeo para o seu papel como treinador no seu clube.

Rugby Modificado
Alguns clubes modificam o conteúdo e as regras de contato total, 15-a-side Rugby
(como jogado por jogadores adultos) para grupos mais jovens. Isso acontece com
frequência para motivar a seleção e permanência de jogadores pré-adolescentes
pelo jogo que permite que todos os jogadores ganhem em diversão e satisfação
sem a necessidade imediata de dominar todas as leis do jogo.

As vantagens do Rugby modificado
• O jogo copia os elementos essenciais do Rugby para que a transição do Rugby
de não-contato para o de contato seja mais fácil e de maneira confiante.
• O jogo enfatiza as habilidades com bola. O jogo sem contato incentiva o
desenvolvimento das habilidades.
• Crianças de diferentes pesos, alturas e níveis de coordenação podem jogar
juntas. Pode ser jogado em grupos mistos ou com apenas um dos sexos.
• A confiança auxilia os jovens jogadores a permanecerem no jogo e ele se torna
mais fácil quando suas complexidades são simplificadas.

COACHING NIVEL 1

34

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

• Ao enfatizar as habilidades e o não-contato, jogadores jovens que não podem
usar o físico são amadurecidos precocemente. Eles acabam ‘se salvando de si
mesmos’, já que a terão a habilidade necessária para jogar bem, mesmo quando
aqueles de amadurecimento mais lento chegarem ao mesmo nível.
• O jogo pode ocorrer com um mínimo de recursos e pode ser adaptado ao
número de jogadores disponível e ao nível de habilidade e maturidade dos
jogadores.
• O jogo enfatiza a participação do jogador e o trabalho de equipe, além dos
aspectos do esporte que os jogadores adoram. As recompensas são imediatas e
óbvias. As regras garantem que todos os membros de uma equipe devam ser
envolvidos.
Obs.: As regras do jogo são flexíveis dentro dos limites da segurança. A
oportunidade deve ser empregada para modificá-los a fim de maximizar a
participação do jogador.
- Por exemplo, um jogador com amadurecimento precoce, evasivo,
rapidamente coordenado pode conseguir de dominar o jogo. Ao receber a
bola, esse jogador pode ser capaz de dar a volta no oponente e marcar.
Colegas de equipe se tornam espectadores enquanto eles assistem o outro
jogador em ação. Isso não ajuda em nada jogador algum. A mudança
adequada pode ser um requisito para três jogadores para correr e passar a
bola antes que um companheiro marque um try.
• Há muitas maneiras de jogo modificado que foram desenvolvidas nos times do
mundo todo. Cada uma delas desenvolveu-se levando em consideração a cultura
local, o processo, a filosofia, estrutura e administração.

Exemplos de jogos modificados
Os exemplos abaixo são jogos modificados utilizados por algumas
Confederações/Uniões nacionais. Esta não é uma lista completa e foi incluída
apenas para dar uma ideia das formas de jogo modificadas que são usadas no
mundo:






Tag, Touch e Beach Rugby
Sevens e Tens
Walla Rugby
Rippa Rugby
Leprechal Rugby

Esses jogos modificados são usados como parte do caminho para os clubes ou
como uma versão segura, sem contato do jogo para uso em escolas. Exemplos de
caminhos para os clubes são:





De Small Blacks a All Blacks (União de Rugby da Nova Zelândia)
De Mini a Millennium (União de Rugby do País de Gales)
Do Playground ao Podium (USA Rugby)
Try Rugby (União Australiana de Rugby)

COACHING NIVEL 1

35

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Gestão de grupo de comunicação
Como treinador, você deveria usar essa lista de itens para criar um cenário de
treinamento da equipe:











Metas para a temporada acordadas por você e pela equipe.
Planejamento e preparação para a temporada.
Relacionamento com os pais e seu envolvimento.
Responsabilidades.
Confidencialidade.
Comunicação.
Pontualidade e frequência.
Disciplina.
Escolha da equipe, do capitão e o uso dos reservas.
Sua filosofia de treinador e arbitragem.

Características desejáveis para um treinador
Como treinador, você deve ser capaz de:
• desenvolver as habilidades táticas, técnicas e físicas dos jogadores
• treinar jogadores para produzir um Rugby de multi-fases, envolvendo todo e
qualquer membro da equipe
• criar e executar treinos práticos que sejam ativos e que exijam um alto grau de
participação de todos os jogadores, incluindo treinos simulados com bola,
envolvendo vários níveis de adversários
• desenvolver o conceito de equipe
• usar os serviços de outros recursos de treinamento quando adequado
(preparador físico, médico particular, psicólogo esportivo, administrador, diretor
de arrecadação de recursos, etc.)
• iniciar um processo de decisão ética, preocupado com o posicionamento do
Rugby na sociedade, além de outros problemas específicos do Rugby.

Lista de itens do
jogador
Use esta lista de itens de
jogador para criar um perfil de
seu talento de jogo como
ajuda para o planejamento.
• Atributos físicos.
• Vontade e compromisso.
• Nível de interesse nos
esportes em geral e no
Rugby especificamente.
• Facilidade com que os
jogadores podem ser
treinados.
• Familiaridade com outros
esportes de contato.
• Individualidade.
• Receptividade para
instrução.
• Receptividade à abordagem
da solução de problemas e
da descoberta para
aprendizagem.
• Exposição ao Rugby e à
‘cultura Rugby’.
• Acesso aos modelos
exemplares do Rugby.
• A posição do Rugby na
sociedade.
• A imagem do Rugby na
sociedade.

COACHING NIVEL 1

36

INTERNATIONAL RUGBY BOARD INTRODUCAO AO RUGBY

Lista de itens do treinador
Preparação
• Desenvolver uma equipe de gestão compatível e organizada. É preciso que ele
conheçam seu trabalho e saibam realizá-lo.
• Procurar informação e recursos relevantes.
• Desenvolver um programa relativo à maturidade dos participantes.
• Concentrar-se na técnica e mover-se lenta e cuidadosamente para o
desenvolvimento da habilidade. Habilidade é uma técnica que bem realizada em
um jogo.
• Inclui todos os jogadores em tudo, não apenas os mais habilidosos.
• Determine um pequeno número de diretrizes para que a organização flua mais
tranquilamente.
• Manter a comunicação contínua com os participantes, pais, a equipe de gestão
na administração do clube.

Relacionamento com os pais
Uma vez com o time montado, faça uma reunião com os pais para explicar
questões administrativas, sua abordagem de treino, políticas que você pretende
implementar e manter e responda quaisquer perguntas que os pais venham a ter.
Na reunião, apresentar a equipe de gestão e fazer com que expliquem suas
profissões, bem como dar uma breve descrição do seu histórico. Talvez seja
interessante pedir para cada pai ou familiar que se apresente aos demais.
As áreas da política devem incluir:










jogo limpo
segurança e primeiros socorros
metas da temporada
pontualidade e frequência
escolher o nome do grupo e indicar um capitão e um vice
escolher os titulares e o uso dos reservas
escolher o time e a frequência no treino
apoio positivo desde a linha lateral
manter o sigilo relativo às questões pessoais de jogadores confidenciadas ao
treinador

As áreas da administração devem incluir:








datas, horários, duração e locais das práticas e dos jogos
viagem para jogos fora de casa
limpeza/lavagem e organização do equipamento
os papéis da equipe de gestão
funções da equipe, levantamento de recursos, viagens e patrocínios
listas semanais das equipes e comunicações semanais por escrito
planejar um treino.

COACHING NIVEL 1

37


Documents similaires


Fichier PDF level 1 coaching 2014 ptbr
Fichier PDF l1 officiating 2012 ptbr c pia
Fichier PDF regra 12x4
Fichier PDF synthe 1 jovens jogadores finalizado
Fichier PDF ingles legal y de negocios
Fichier PDF ingles legal y de negocios


Sur le même sujet..